Cidadeverde.com

1º ano da pandemia causou queda de 3,5% no PIB do Piauí

O primeiro ano da pandemia de Covid-19 levou o Piauí a uma queda de 3,5% no PIB ( Produto Interno Bruto), a soma de todas as riquezas produzidas no Estado. A soma total do PIB piauiense em 2020 foi R$ 56,4 bilhões, a 17ª colocação entre os estados brasileiros. No mesmo período, em 2020, o PIB do Brasil caiu 3,3%, comparado com 2019. Os dados foram divulgados hoje pelo IBGE, por meio do Sistema de Contas Regionais: Brasil 2020.

Mesmo com a queda, o Piauí continuou a ocupar a mesma posição de 0,7% do PIB do país. Para efeito de comparação, o estado de São Paulo, que possui a maior participação, corresponde a 31,2%.

Os setores que mais contribuíram para a retração na economia piauiense foram a indústria e serviços. Por outro lado, a agropecuária apresentou saldo positivo, com crescimento na ordem de 10,8%. O cultivo da soja teve papel importante nesse crescimento.

A indústria piauiense registrou uma redução da ordem de 3,4%, com destaque para a queda na atividade de indústrias de transformação, provocada pela redução na fabricação de bebidas e na manutenção, reparação e instalação de máquinas e equipamento. Ainda assim, a participação da indústria na economia do Estado saltou de 12,3% para 14% entre o ano de 2019 e o de 2020.

O setor de serviços foi um dos que mais sofreram com os efeitos da pandemia, com redução de 5,1% no volume de atividades. Com isso, a participação do setor na economia do Piauí foi reduzida de 79,7% para 74,8%. O comércio, no entanto, segue como importante fator na economia do Estado. Em 18 anos, a participação do comércio no PIB piauiense cresceu quase 80%.