Cidadeverde.com

Piauí é o estado brasileiro com mais mortes por acidentes com motocicletas

Os acidentes de trânsito no Piauí aumentaram tanto nos últimos anos que acabaram por se tornar um problema de saúde pública, e de grande proporção. Dados do Ministério da Saúde revelam que no ano passado foram registradas 871 mortes por acidentes com veículos no Estado, o que significa uma média de duas vidas perdidas por dia. Desse total, 538 - ou seja, 62% - envolveram motocicletas.

As estatísticas mostram ainda que de cada dez mortes por essa causa, nove das vítimas eram homens (88%), e a maioria com idade entre 20 e 49 anos, justamente na fase mais produtiva da vida. O Piauí possui a maior taxa de mortalidade por acidentes com motocicletas em relação aos demais Estados brasileiros. São 16,6 mortes por cada grupo de 1000 habitantes.

Como se não bastasse a perda irreparável dessas pessoas, ainda há o custo altíssimo com internação e tratamento para os feridos que, muitas vezes, ficam com sequelas irreversíveis. O dinheiro empregado para tratar acidentados de trânsito poderia ser empregado no tratamento de doenças como infarto, AVC e câncer, por exemplo.

Os acidentes, pelo menos na proporção que existem hoje, podem e devem ser evitados.  E este é o tema do seminário que ocorre hoje à tarde, promovido pelo CIATEN – Centro de Inteligência em Agravos Tropicais Emergentes e Negligenciados, para discutir e apresentar soluções para reduzir os acidentes com motocicletas. O seminário vai acontecer na sede do Ministério Público do Estado, na Avenida Lindolfo Monteiro, a partir das 14h.