Cidadeverde.com

COMÉRCIO DESEMPREGA QUASE MIL NO PIAUÍ

O comércio do Piauí está enfrentando muita dificuldade em razão da conjugação de dois fatores que têm feito as vendas despencarem desde o início do ano: a desvalorização do real frente ao dólar e a inflação, que nos dois primeiros meses do ano já chegou a 2,46%. 

Com o dólar em alta, as importações caíram  de U$ 48 mi para U$ 27 mi, registrando uma queda de 44,49% de janeiro a fevereiro. Mais de 80% das compras no exterior são destinadas a insumos, como o trigo, utilizado na fabricação de massas e pães. Os dados são da última pesquisa realizada pela FECOMÉRCIO.

A  face mais cruel dessa turbulência econômica é o desemprego. De acordo com o CAGED , o Cadastro de Empregados e Desempregados do Ministério do Trabalho, 965 trabalhadores do comércio foram demitidos no Piauí,  apenas nos meses de janeiro e fevereiro. A pesquisa não computou os dados de março.

É muita gente que está engrossando a fila dos sem emprego. E pior que isso, dos sem esperança. Gente que se esforçou, trabalhou duro, mas acabou perdendo o posto de trabalho por conta dos desacertos na economia. Recuperar a confiança de investidores para que o setor produtivo volte a desenvolver sua atividade a ponto de oferecer novas vagas de emprego é o grande desafio do Ministro Joaquim Levy. Mas a impressão que se tem é que ele  está nadando sozinho contra essa correnteza.