Cidadeverde.com

O ALTO CUSTO DOS SUPLENTES

Coisa boa é viver em um Estado rico, que passa longe da crise econômica que assombra o país . É o caso do Piauí. O Estado se dá ao luxo de convocar 10 suplentes de deputados estaduais, onerando as despesas do Erário, e justamente em um momento de tantas demandas sociais.

Um terço da Assembléia Legislativa é composto hoje por suplentes. Despesa a mais para quem alega estar com as contas no vermelho e que, portanto, deveria cortar gastos, especialmente os supérfluos, para equilibrar o orçamento. É isso o que fazem empresários e donas de casa quando precisam ajustar suas despesas.

Agora mesmo, bombeiros aprovados no último concurso estão reclamando a nomeação deles. O Corpo de Bombeiros está com um número reduzido de profissionais e precisando aumentar o seu efetivo, assim também como a Polícia Militar.O argumento do governo é o de que não há disponibilidade financeira e que está passando por um momento difícil.

Mas quando o assunto é a acomodação política não há dificuldade. Para isso, o cofre está sempre de porta aberta, para espanto dos demais contribuintes que não conseguem entender por que falta dinheiro para setores essenciais e sobra para os absolutamente dispensáveis.

É, de fato, um Estado contraditório, que alia extremas carências com opulências inacreditáveis. E a população, perplexa, assiste a tudo sem entender a lógica das despesas públicas.