Cidadeverde.com

O QUE O PIAUÍ VAI LEVAR DESSA VEZ?

Na busca por apoio político em um momento particularmente delicado para o governo federal, a Presidente Dilma Rousseff convocou os governadores para uma reunião hoje à tarde no Planalto. Ela sabe que dias difíceis virão com o fim do recesso parlamentar e a volta das atividades no Congresso.

O Presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha, inconformado com a inclusão do seu nome na investigação da Operação Lava Jato, não vai dar descanso à presidência. Dilma teme o que em Brasília passou-se a chamar de pauta bomba, ou seja, matérias a serem votadas no Congresso para complicar ainda mais a vida do Governo Federal.

Nessa tentativa de reaglutinar forças em torno de si, a Presidente interrompeu até mesmo a viagem do Governador Wellington Dias, que estava com a família nos Estados Unidos. A justificativa oficial é uma reunião para discussão de assuntos de interesse geral de todos os Estados, mas, na prática, o que a Presidente quer mesmo é saber com quem pode contar na área política.

Os governadores estão preparando uma reunião prévia, antes do encontro com a Presidente, para estabelecer uma pauta própria com algumas reivindicações. Embora o caixa do governo esteja em baixa, eles sabem que este é o momento certo de pedir, já que a situação de fragilidade da Presidente a torna mais vulnerável.

Resta saber se o Governo vai reabrir o balcão de negociações, cedendo cargos e verbas em troca de apoio. E quem vai pagar essa conta. De qualquer forma, se a linguagem do jogo é o toma lá, dá cá, o Piauí bem que poderia levantar a voz para tentar conseguir algo mais do que simples promessa. Já baixamos demais a cabeça. Agora é hora de levantar a voz e pedir o que precisamos.