Cidadeverde.com

A MÃE NEGRA DO BRASIL

Teresina está em festa para receber hoje, às 18h30, a imagem peregrina de Nossa Senhora Aparecida, padroeira do Brasil. No aeroporto, ela vai ser recebida pelo Vigário Geral, Pe. Tony Batista, e conduzida em carro aberto do Corpo de Bombeiros até a capela de Santa Teresinha, no 25 BC.  Amanhã, às 18h, a imagem estará presente na Catedral de Nossa Senhora das Dores, onde haverá missa presidida pelo Arcebispo, Dom Jacinto Brito, com a bênção solene do punhado de terra recolhido no bairro Poty Velho, e que irá integrar a coroa jubilar da imagem.

A imagem peregrina de Nossa Senhora Aparecida ficará no Piauí até o dia 13 de outubro. Durante esse período, irá percorrer várias paróquias da capital, além de presídios ( Casa de Custódia e Penitenciária Feminina), o Hospital Getúlio Vargas e, ainda, as cidades de Água Branca, Valença, Santa Cruz dos Milagres, Monsenhor Gil e União.

Em uma feliz coincidência, ela estará aqui na capital justamente no dia 12 de outubro, feriado nacional em homenagem à padroeira do Brasil. Nessa data, a imagem vai acompanhar os fiéis durante a tradicional procissão da Mãe de Deus, que começa com missa no Edifício Paulo VI.

A imagem de Nossa Senhora Aparecida é carregada de significado para nós, brasileiros. Ela possui a pele negra, queimada de sol, como a maioria da população. Por isso, torna-se mais próxima ainda da gente sofrida desse imenso Brasil. É a mãe que se faz igual a seus filhos, em cor e simplicidade.

A imagem original, guardada na Basíica de Aparecida, no interior de São Paulo, foi encontrada por três pescadores, no fundo do Rio Paraíba. Ali mesmo, deu-se o primeiro milagre. Os pescadores, que até então não haviam conseguido pescar um peixe sequer, depois de encontrarem a imagem, encheram os barcos de peixe.

Até hoje, Nossa Senhora Aparecida continua abençoando o Brasil e concedendo graças aos devotos que a procuram com fé. Uma mãe atenta ao povo humilde, que não perde a esperança, nem desiste de ser feliz.