Cidadeverde.com

PERIGO QUE RONDA AS ESCOLAS

                                                        
As escolas são, ou deveriam ser, templos sagrados do conhecimento, para onde as crianças vão diariamente em busca de aprendizagem que lhes garanta cidadania e um futuro promissor. Deveriam ser, portanto, lugares confortáveis, agradáveis e, acima de tudo, seguros. Afinal, quando os pais deixam seus filhos nas escolas imaginam que os estão afastando dos perigos da rua.


Só que os traficantes de drogas já não se contentam mais em abordar os jovens nas ruas e resolveram investir agora nas escolas. Ontem mesmo, a polícia prendeu uma dupla com 47 papelotes de cocaína que seriam comercializados em escolas da zona sudeste de Teresina.
Esse é o tipo de crime duplamente perverso. Não só pela disseminação da droga entre os jovens, mas por fazer isso dentro do estabelecimento de ensino, onde esses jovens se econtram justamente para ter um destino diferente dos que se envolvem com tóxicos e toda a violência dele decorrente.


O aparelho policial, com o apoio integral da direção das escolas, precisa estar mais presente para garantir que quem vai à aula, de fato, estará livre desse assédio cruel dos traficantes. Quando a droga invade os muros da escola, esta se degrada por completo, porque começa a ser palco de depredação e violência.


O Piauí só poderá sonhar com um futuro melhor para as próxima gerações se conseguir oferecer-lhes educação de qualidade, suscitando vocações e despertando a consciência de uma vida responsável, pautada no estudo e no trabalho. Não há outro caminho.