Cidadeverde.com

Igreja das Dores abrirá porta da misericórdia


Neste dia em que se comemora Nossa Senhora da Imaculada Conceição, o Papa Francisco, mais uma vez, lança um gesto para aproximar e acolher os cristãos. Desta vez, ele abre as portas da Igreja, literalmente, para receber os pecadores arrependidos. É a abertura oficial do Jubileu Extraordinário da Misericórdia, que se estende até novembro do próximo ano. Durante todo esse período, os fieis que atravessarem a porta da misericórdia na Basílica de São Pedro, com o sincero arrependimento nos corações, terão a indulgência dos pecados.


Nas demais catedrais do mundo inteiro, inclusive aqui em Teresina, também haverá uma porta da misericórdia para sinalizar, simbolicamente, a passagem para a absolvição dos pecados. Em nossa cidade, a abertura da porta da misericórdia se dará ao meio dia do próximo domingo, dia 13, na Catedral de Nossa Senhora das Dores, na Praça Saraiva.


Com esse gesto, o Papa faz um convite ao arrependimento e à reconciliação. E, em mais uma atitude ousada e inovadora da Igreja Católica, autorizou os padres e bispos a estenderem o perdão até mesmo para as mulheres que tenham praticado o aborto, mas tenham tomado consciência e arrependimento pelo que fizeram. Como se sabe, o aborto sempre foi um tema tabu para o Vaticano. Mas Francisco, o Papa, com extrema misericórdia, diz em sua mensagem que entende e sente  pena de mulheres que, tomadas pelas circunstâncias adversas, foram levadas a praticar o aborto.


Ele segue fielmente o lema proposto para o ano jubilar, que é: "Sede misericordiosos  como o Pai". De espírito extremamente simples como o santo que inspirou o nome adotado para o seu papado, Francisco vem promovendo uma revolução na postura da Igreja Católica. Com voz mansa e gestos suaves, o Papa Francisco vem quebrando barreiras, desmontando preconceitos e unindo todos, indistintamente, em torno de Deus. Que assim seja!