Cidadeverde.com

Só a fé nos salva


Um fim de semana para não se esquecer, por bons e maus motivos. Impressionou a todos a concentração de crimes e a explosão de violência em tão pouco tempo em Teresina, a começar pela noite de sexta-feira.  Enquanto a maioria dos teresinenses se deliciava com a chuva que caía, bandidos provocaram um tiroteio no estacionamento do supermercado Extra, na zona leste da cidade.


No dia seguinte, no mesmo estacionamento, duas mulheres, mãe e filha, sofreram um sequestro relâmpago. Ontem de madrugada, bandidos explodiram o caixa eletrônicoo de uma agência do Banco do Brasil, localizada na Avenida João XXIII, em uma das áreas mais movimentadas da cidade. E, ainda na manhã de ontem, um mecânico foi morto dentro de um sítio na zona rural da cidade. Hoje cedo, recebemos a notícia de que tomaram de assalto o carro da enfermeira Clara Leal, diretora do Hospital Getúlio Vargas.


Todos esses acontecimentos aconteceram em um único final de semana. Mas a semana anterior também já havia sido manchada com o sangue de outras vítimas. O ano começou mal, muito mal! E a sensação que todos nós, cidadãos e cidadãs deste Estado, temos é a de que perdemos a batalha para os bandidos. A criminalidade fugiu ao controle do aparelho estatal e a população está completamente desamparada.


É muito difícil acordar para ir ao trabalho ou à escola sem saber se há segurança para voltar  para casa com vida. A qualquer hora, e em qualquer lugar, estamos expostos à violência, à espreita da ação de algum marginal.  Vivemos um tempo de medo e desconfiança generalizados.
 O lado bom de que eu falei no início é que, não obstante todas essas dificuldades, o povo piauiense não perde a sua fé. Ao contrário, ela é reafirmada em gestos concretos de oração e devoção. Foi isso que se viu na inauguração do novo Santuário de Santa Cruz dos Milagres, quando uma multidão acordou de madrugada para participar da bênção e missa da nova casa de orações. Um bonito espetáculo de romeiros de todas as idades que compareceram à Santa Cruz para demonstrar sua confiança no símbolo maior do cristianismo.


Mais próximo à Teresina, a famosa Gruta de Betânia também atraiu muitos devotos que foram lá para fazer suas preces e agradecimentos pelas graças alcançadas. O choque entre duas realidades tão distintas, a da violência e a da devoção, nos fazem crer que, de fato, nossa fé é o que ainda nos salva.