Cidadeverde.com

Consórcio vai operar linha Teresina Timon


Os passageiros dos  ônibus que fazem a linha Teresina/Timon voltam a sonhar com a possibilidade de contar com veículos mais confortáveis e a um preço mais barato que o praticado atualmente.  E nada como a concorrência entre as empresas para estimular a melhoria no serviço de transporte coletivo.


A boa notícia veio de Brasília. Em reunião com o diretor da Agência Nacional de Transportes Terrestres, George Bastos, em Brasília, os prefeitos Firmino Filho e Luciano Leitoa  saíram otimistas com a possibilidade de obterem a delegação para a operação do sistema de transporte público entre os dois municípios. A resposta deve sair até o final do próximo mês, mas pela conversa com o diretor da ANTT, tudo leva a crer que o consórcio formado por Teresina e Timon deve mesmo ficar responsável pela administração dessa linha.

Concedida a autorização, as duas prefeituras devem realizar um chamamento público para a escolha da empresa que irá operar a linha, que pode ser tanto a Dois Irmãos quanto a Timon City ou uma outra que venha a se apresentar. Por enquanto, a Timon City foi testada apenas em pequenas linhas dentro de Timon. Essa seria, portanto, uma chance de mostrar o seu desempenho dentro de um sistema mais amplo e com percurso maior. 

O transporte público costuma ser um problema para as administrações municipais. Os passageiros frequentemente reclamam da falta de conforto e dos altos preços das passagens. E eles têm razão. No caso de Teresina, sem outras formas de transporte, à excessão do que se convencionou chamar de pré-metrô, mas que está bem distante desse conceito, os passageiros dependem basicamente dos ônibus. O sistema parece dar sinais de exaustão. No entanto, com a implantação dos terminais de integração, a STRANS promete maior eficiência, com menos tempo gasto no percurso e economia de tempo e de dinheiro para os usuários. Os primeiros terminais estão sendo concluídos e a população já espera ansiosa pelos resultados que eles trarão.