Cidadeverde.com

A segurança no carnaval

Mesmo com a presença da Força Nacional em Teresina, a violência não arrefeceu. A cada dia, somos surpreendidos com mais um crime bárbaro, praticado de forma banal, em plena luz do dia e nas ruas e avenidas movimentadas de Teresina. Nada parece intimidar os bandidos. Um deles, como me mostrou um major da Polícia Militar, chegou a postar em uma rede social que estava de volta às ruas para entrar em ação outra vez. É o cúmulo da ousadia!


Hoje, começa a temporada de carnaval e, como de costume, muita gente deixa a capital para brincar em outras cidades, especialmente em Luís Correia. É justamente aí que encontra-se o perigo, tanto nessas cidades com grande concentração de foliões, quanto aqui. Por estar com muitas casas fechadas e, com o contigente já pequeno da polícia reduzido mais ainda por ter que se fazer presente no interior, os bandidos sentem-se á vontade para agir livremente na capital.


É mais um desafio para as polícias, civil e militar. Garantir que a festa do carnaval não termine de forma trágica. A PM informou que até quarta-feira de cinzas estará com 900 policiais espalhados pelo interior do estado e outros 700 em Teresina. Além do local dos desfiles de blocos e escolas de samba, é preciso ficar vigilante também nos bairros, já que nesse período o consumo de álcool e drogas cresce consideravelmente, propiciando o aumento de brigas e confusões por pouco ou quase nenhum motivo.