Cidadeverde.com

O desafio de ver Teresina segura em 100 dias


O novo comandante de policiamento da capital, Tenente Coronel Wagner Torres, antes mesmo de assumir o cargo, o que deverá acontecer nesta sexta-feira, fez uma promessa ousada e corajosa: diminuir em 50% o índice de criminalidade em Teresina. Ele se respalda no trabalho já realizado no município de Picos, onde comanda o policiamento até esta semana.


Se vai, ou não, conseguir cumprir a promessa só o tempo dirá. Mas a determinação e coragem com que enfrenta o desafio já é um alento para os teresinenses, atormentados pelos índices bárbaros que colocam a cidade como a 30ª mais violenta do mundo. Wagner Torres é reconhecidamente um homem destemido e pretende enfrentar os bandidos. E é isso que os teresinenses estão precisando: coragem e ação efetiva por parte da polícia para que os cidadãos voltem a viver em paz, sem medo de perder a bolsa ou a vida na próxima esquina.


O novo chefe do policiamento chegou a adiantar alguma estratégias que pretende adotar, como o cerco aos líderes do tráfico de droga, origem da maior parte dos crimes, o fechamento das pontes por onde saem os carros e motos roubadas e a presença mais constante da polícia junto à população. Essas são as táticas visíveis e divulgadas. Certamente, ele deve guardar outros métodos em segredo.


O desafio que o Coronel assumiu foi o de deixar Teresina visivelmente mais segura dentro de 100 dias. Repito: é uma tarefa ousada e difícil. Mas conta com o apoio e torcida de toda a população que, há tempos, espera por uma ação mais eficaz do aparelho de segurança. A polícia precisa voltar a ser respeitada e temida pelos marginais. Hoje, os próprios policiais são vítimas constantes da ação de bandidos que, de tão confiantes na impunidade, não se intimidam de tirar a vida de quem trabalha justamente para assegurar a tranquilidade da população.