Cidadeverde.com

Homenagem aos 110 anos do Diocesano

Instituição secular de ensino, o Colégio São Francisco de Sales, o Diocesano, amanheceu em festa. O colégio completa 110 anos de funcionamento, com um legado invejável, especialmente em uma época em que a educação é tão neglicenciada e em que escolas são abertas a cada esquina, vendendo notas como mercadoria de botequim.

O Diocesano sempre foi uma referência para várias gerações de pais e alunos, não só pela orientação religiosa comandada pelos jesuítas, mas pelo conteúdo, disciplina e formação cidadã cultivada entre seus alunos. Muitas amizades, e até casamentos, se formaram nos bancos daquele colégio.

É comum encontrar ex-alunos do Diocesano em  postos de comando ou cargos de destaque da sociedade. São frutos de uma educação esmerada, respeitável e comprometida com o futuro dos seus jovens. De lá, tiramos muitas lições e aprendemos o suficiente para seguirmos em frente nas carreiras que escolhemos.

Nossos professores, muitos deles padres, nos ensinaram o valor do conhecimento e a importância de nos dedicarmos a ele para podermos agir de forma transformadora na sociedade. Aqui eu lembro do Pe. Hilário, Pe. Florêncio, Pe. Carlos e tantos outros que dedicaram a vida a lapidar o talento dos jovens estudantes que sentaram nos bancos do Diocesano. Como não recordar da apreensão na véspera da prova do temido painel da tabela periódica criado pelo Pe. Florêncio? Só quem é ex-aluno do Diocesano sabe o que é isso. Como também sabe de cor os versos da Canção do Tamoio, de Gonçalves Dias.

Os atuais e ex-alunos, Teresina e o Piauí inteiro sentem muito orgulho do serviço prestado pelo Colégio Diocesano na formação de crianças e jovens que encontram no colégio um espaço dedicado à educação de qualidade, capaz de preparar o cidadão para a vida e não apenas para passar no vestibular. Um exemplo a ser seguido.