Cidadeverde.com

Por 8 X 2, segue rito do impeachment

Entrou madrugada adentro a sessão do Supremo Tribunal Federal que julgou o pedido da Advocacia Geral da União para barrar o rito do impeachment. Por 8 votos a 2, os ministros mantiveram o processo do impeachment , que deve ser votado no próximo domingo. Votaram a favor do pedido da AGU apenas os ministros Marco Aurélio de Melo e Ricardo Lewandowski.

Dessa forma, começam hoje as discussões em plenário sobre o processo de afastamento da Presidente Dilma Rousseff, que deve ser votado já no próximo domingo. Foi mais uma derrota para o governo federal. Além disso, prevaleceu a ordem de votação estabelecida pelo presidente da Câmara, deputado Eduardo Cunha, com votos alternados entre as regiões norte e sul. Os governistas queriam que a votação fosse feita por ordem alfabética dos deputados. Tal como ficou determinado, os Estados do Nordeste, maior reduto da presidente, serão os últimos a se pronunciarem. O Piauí será o vigésimo nessa ordem.

De hoje a domingo, a temperatura está elevadíssima em Brasília, e não é muito diferente no resto do país. Nesse momento, está todo mundo de olho no que vai acontecer domingo. Oposição e governo contam e recontam os votos dos parlamentares, e já fazem até bolão na tentativa de acertar o placar. Por enquanto, a oposição tem maioria que garante a aprovação, mas ainda há os indecisos e os que não quiseram se manifestar. É com esses que o governo espera reverter o quadro.

Este final de semana será decisivo para o país. Até agora, no quarto mês do ano, não se fez outra coisa a não ser articular, barganhar, conspirar, negociar votos. A recuperação do Brasil não será rápida, muito menos indolor, mas ela precisa começar. Independente do resultado de domingo, o país precisa retomar a sua ordem e voltar a crescer.