Cidadeverde.com

A democracia está amadurecendo

A democracia brasileira, embora ainda recente se comparada aos modelos europeus ou norte-americano, começa a se fortalecer. Os brasileiros estão aprendendo, devagarinho, a força que possuem com o seu voto e a sua capacidade de manifestar-se livremente em defesa dos seus direitos.

Depois da luta memorável durante a campanha pelas Diretas Já, quando reconquistaram o direito de votar para presidente da república, os cidadãos agora querem mais. Querem, por exemplo, opinar sobre assuntos importantes discutidos no Congresso, propor novas leis e até mesmo afastar políticos quando estes já não os representam.

A Lei da Ficha Limpa, que impede a candidatura de políticos que tenham sido condenados por um órgão colegiado (tribunal), é resultado da iniciativa popular, por meio da coleta de assinaturas. As dez medidas de combate à corrupção, propostas pelo Ministério Público Federal, também devem tornar-se lei graças à participação dos eleitores, que reuniram mais de dois milhões de assinaturas.

Neste conturbado mês de abril, os eleitores se mobilizaram, mais uma vez,  para pressionar o conselho de ética da Câmara dos Deputados e pedir o afastamento do seu presidente, Deputado Eduardo Cunha, sobre quem pesam vários processos . Por meio da internet, foram coletadas 1,3 milhão de assinaturas.

Demorou até que a população tivesse consciência da força que possui quando unida em torno de uma causa comum. Mas, aos poucos, vem aprendendo a lidar com essa realidade. Isso só é possível, claro, porque vivemos em uma democracia. Por isso, este modelo deve ser preservado a qualquer custo e, mais que isso, valorizado. Não podemos permitir que democracia seja sinônimo de falta de respeito, decoro ou desordem, para que os espíritos de extrema direita que ainda sonham com ditadura militar acordem e queiram retornar aos tempos sombrios em que não havia liberdade. Silêncio, nunca mais!