Cidadeverde.com

Consolo do eleitor

(Parodiando Carlos Drummond de Andrade no poema "Consolo na Praia")

 

Vamos, não chores.

A política está perdida.

Apesar de todos os processos que pesam contra ele, Eduardo Cunha diz que não renuncia.

Políticos de todos os partidos são denunciados por delatores da Lava Jato.

O presidente do Senado é réu em vários processos.

A propina virou a nova moeda nos contratos de obras públicas.

Mas o seu títtulo de eleitor ainda existe.

O Brasil e os estados vivem um colapso financeiro.

11,4 milhões de brasileiros estão desempregados.

O preço do feijão disparou no mercado.

Mas ainda estás vivo.

Meninos de 10 e 11 anos roubam carro e um deles é morto em perseguição policial.

Estupros coletivos se multiplicam no país e no Piauí.

Policiais civis entram em greve mais uma vez.

Mas resta-lhe a coragem.

Tudo  somado, devias precipitar-te, de vez, nas águas,

Estás nu na areia, no vento,

Vota, meu filho!