Cidadeverde.com

A impunidade mata

Ainda repercute na cidade o acidente que tirou a vida de um dos fundadores do Movimento Cultural Salve Rainha e deixou outros dois feridos em estado grave. Estão todos comovidos pela violência que atingiu três jovens idealistas que sonhavam em transformar o mundo por meio da arte.

Mas o mundo, infelizmente, vem sendo cada vez mais ferido pela força. A força da arrogância de quem se acha acima da lei, a força do poder econômico e a força gerada pela sensação de impunidade. O carro que bateu contra o veículo dos integrantes do Salve Rainha vinha em alta velocidade e, de acordo com o laudo do Instituto Médico Legal, seu condutor estava embriagado.

Eis uma combinação altamente perigosa e que, infelizmente, acontece cotidianamente nas ruas do Brasil inteiro, matando pessoas e esperanças. Mesmo preso em flagrante, o condutor é posto em liberdade logo após pagar uma fiança desprezível diante do valor de vidas humanas.

Sem fiscalização e punição efetivas, mais gente continuará a morrer, deixando amigos, familiares e a sociedade toda atônita. É difícil aceitar e se conformar com fatos como esse.  Até porque não é a primeira vez que acidentes dessa natureza acontecem em Teresina. E o silêncio não pode acobertar atitudes criminosas de quem usa a direção do carro de forma irresponsável,  pondo em risco a vida de inocentes. A impunidade é um incentivo tão perigoso quanto o álcool.