Cidadeverde.com

Contrato da Eletrobras Piauí chega ao fim


Com o fim do contrato de concessão que permite à Eletrobras a exploração do serviço de energia elétrica  surge a dúvida de como será a gestão do serviço daqui para frente. Encontra-se em análise no governo o processo de renovação do contrato por mais 30 anos, mas a intenção do Palácio é privatizar a empresa, a exemplo do que está sendo feito com a concessionária de Goiás.


Hoje ainda, o governador Wellington Dias irá a Brasília tentar reverter o quadro com o Ministro das Minas e Energia, Fernando Bezerra Filho. Wellington defende a manutenção da Eletrobras Piauí na exploração do serviço. O problema é que a população, há muito, está insatisfeita com o serviço prestado pela companhia.


As queixas são muitas: desde a oscilação e queda no fornecimento da energia ao mau atendimento por parte dos funcionários quando o consumidor precisa tratar de alguma demanda junto à empresa. O setor empresarial relata que vem acumulando muitos prejuízos por conta da baixa qualidade da energia oferecida. 


Até o momento, a decisão que prevalece é a da privatização da Eletrobras Piauí até o final de 2017. Que o serviço não venha a piorar ainda mais, comprometendo o setor produtivo, já tão penalizado no país.