Cidadeverde.com

A necessária conclusão da ponte Wall Ferraz

O gargalo da ponte Wall Ferraz voltou à evidência com o início do segundo semestre letivo. Durante todo o mês de julho, as obras de duplicação da ponte avançaram a olhos vistos e a esperança de todos que trafegam por lá diariamente era a de que, logo no início de agosto, quando o trânsito recuperasse seu fluxo normal, a nova ponte, por assim dizer, seria entregue à população.


Mas agosto chegou e a esperada inauguração não aconteceu, embora a obra esteja praticamente concluída. Nas primeiras horas da manhã, o congestionamento já se forma na cabeceira da ponte, reclamando a urgência daquela obra. Os carros começam a formar fila ainda na metade da Avenida Cajuína.


A Ponte Wall Ferraz é um dos muitos pontos de estrangulamento do trânsito da capital, que não para de receber novos veículos a cada mês. É natural, pois, que com tantos carros e motocicletas circulando pela cidade, o espaço das vias urbanas torne-se insuficiente. A melhoria do transporte público e as obras de mobilidade urbana são um dos maiores desafios que a cidade de Teresina enfrenta ao completar 164 anos de fundação.


Com a decadência do sistema de transporte público ocorrida nas últimas décadas, cada teresinense tratou de investir em um veículo particular, tornando o trânsito absolutamente insuportável. Pior: perigoso. Os gastos do poder público com traumas decorrentes de acidentes é imenso. O Hospital de Urgência está aí para provar isso.