Cidadeverde.com

O vexame do Corpo de Bombeiros

Um incêndio ocorrido ontem à noite na Avenida Nações Unidas, na zona sul de Teresina, revelou a falta de estrutura do nosso Corpo de Bombeiros. As chamas eram de proporção mediana, mas, ainda assim, os bombeiros não tiveram como debelar o fogo que consumiu uma oficina de reparos de sofás e uma borracharia.

Os dois primeiros carros que chegaram não foram suficientes para apagar o incêndio porque neles não havia água suficiente ou força para puxar a água. Foi preciso o reforço de uma viatura de Timon e outra da Infraero para controlar o fogo.

O Corpo de Bombeiros realiza um trabalho excepcional no combate a incêndios, resgate de afogados e em várias outras situações delicadas em que os homens da corporação arriscam a própria vida para salvar a de outras pessoas. Mas, sem equipamentos adequados, essa missão torna-se praticamente impossível.

Agora está justamente começando o período de queimadas que, muitas vezes, fogem ao controle e resultam em incêndios, grandes ou pequenos. O temor  dos teresinenses  aumenta ao constatar que não temos como enfrentar essa realidade sem a estrutura necessária. Apenas a boa vontade da corporação não é suficiente para realizar o trabalho. É preciso muito mais que isso. O Corpo de Bombeiros merece uma atenção especial porque sua atividade é imprescindível  para garantir a segurança da população em casos como o de ontem que, se não fosse o socorro da cidade vizinha, poderia ter provocado consequências ainda mais graves. Quando  é preciso que uma cidade do porte de Timon socorra a nossa em um incêndio de pequenas proporções, a capital sai chamuscada de vergonha.