Cidadeverde.com

Prefeito de Redenção do Gurgueia quer disputar a reeleição

Das coisas incompreensíveis aos olhos humanos que a legislação brasileira permite: o prefeito de Redenção do Gurgueia, Delano Parente, que acaba de deixar a cadeia após quase um mês preso, deve registrar hoje sua candidatura à reeleição para a prefeitura do município. Ele já teve o nome aprovado na convenção do partido, o PP.

O prefeito, apesar de ter sido posto em liberdade, está impedido de reassumir a prefeitura. Ele é alvo da Operação Déspota, desencadeada pelo Ministério Público, que investiga fraudes em licitações e emissão de notas frias pelas prefeituras.

Delano Parente está todo enrolado, mas não se intimida em se apresentar  outra vez como candidato a prefeito do seu município. Ou é muito confiante na impunidade ou não teria colocado seu nome para ser homologado na convenção partidária. Mesmo que ele consiga registrar a sua candidatura, convenhamos que é preciso muita falta de cerimônia para encarar o eleitorado depois das descobertas feitas pela polícia.

A candidatura de Delano  Parente chega a ser um deboche, um tapa na cara das autoridades policiais. E nos faz recordar a canção do saudoso Renato Russo: Que país é esse?  Em que outro lugar do mundo alguém que é preso, acusado de fraudar licitações e emitir notas frias, tem coragem de se apresentar ao eleitorado com a cara limpa de quem nada fez?