Cidadeverde.com

120 sessões eleitorais do PI vão funcionar à base de bateria

Das coisas que nos orgulham como brasileiros, uma delas, certamente, é o trabalho de captação e apuração de votos realizado pela justiça eleitoral. A menos de 15 dias do pleito municipal de 2 de outubro, os técnicos do Tribunal Regional Eleitoral já são capazes de prever, com larga margem de precisão, o horário de divulgação do resultado oficial das eleições para escolha de prefeitos e vereadores.

Isso tudo graças a um sistema informatizado que permite instantaneidade na transmissão de dados. No Piauí, o TRE vai trabalhar com 8.387 urnas eletrônicas e, em cada sessão eleitoral, haverá um ponto de transmissão de dados até o centro de totalização dos votos no Tribunal. Além desses pontos, haverá outros 175 para agilizar esse trabalho de transmissão. E mais 37 lugares onde os dados serão repassados por satélite, exatamente nas localidades mais distantes, de difícil acesso.

No caso de Teresina, 100% dos eleitores já estão cadastrados biometricamente. No Piauí, esse índice é de 70% do eleitorado, com previsão de que até a próxima eleição todos os eleitores do estado votem por meio da biometria. Com  todo esse aparato tecnológico, o secretário de tecnologia da informação do TRE, Anderson Lima, prevê que o resultado da eleição na capital seja divulgado até as 19h do domingo, fechando todos os municípios do Piauí por volta das 21h.

Para isso, Anderson explica que a secretaria está trabalhando com um suporte de baterias que devem entrar em ação caso haja falta de energia elétrica, problema frequente e previsível no estado. Cada bateria tem capacidade para manter a urna funcionando de 4h a 6h até que a energia seja restabelecida. Em 120 sessões eleitorais do estado, onde a energia não chega, as urnas deverão funcionar desde o início da votação alimentadas pelas baterias.