Cidadeverde.com

Caminhada pela saúde da mulher

No mês de outubro, laços, monumentos e luzes colorem-se de rosa para lembrar a prevenção ao câncer de mama, o tipo mais comum entre as mulheres, responsável por cerca de 25% dos casos da doença, segundo o INCA. A estimativa do Instituto Nacional de Câncer é de 57.960 novos casos para o ano de 2016.

Por isso, é bom prestar atenção no lacinho cor de rosa. Mais que um adorno, ele é um alerta e aponta para a necessidade da realização do autoexame e da mamografia, como formas de garantir o diagnóstico precoce, permitindo maior chance de cura entre as pacientes. A outra vantagem da detecção do tumor na fase inicial é que o tratamento adotado é menos agressivo.

Vários aspectos estão associados ao surgimento do câncer de mama, como fatores endócrinos/história reprodutiva, fatores comportamentais/ambientais e genéticos/hereditários. Com o passar dos anos, aumentam as chances da mulher vir a desenvolver o câncer de mama, uma vez que ela estará exposta aos fatores de risco por mais tempo. Daí a necessidade da vigilância permanente.

Aqui no Piauí, a Fundação Maria Carvalho Santos está à frente do movimento outubro rosa e, como já é de costume, realizará uma caminhada de conscientização com distribuição de 1.200 senhas entre as mulheres para a realização de exames. A caminhada será no próximo domingo, com largada às 7h da manhã do adro da Igreja de São Benedito.