Cidadeverde.com

O combate à corrupção ganha força

Mesmo que devagar, o Brasil está mudando e já mostra sinais de avanço no combate à corrupção. Até um passado muito recente, era praticamente impossível imaginar que agentes públicos engravatados e bem assentados nos poderes Executivo, Legislativo ou Judiciário pudessem pagar pelos seus crimes. Serem presos, então, nem pensar!

Mas a Operação Lava Jato, pouco a pouco, foi desmistificando essa visão. Com a coragem e a competência do juiz Sérgio Moro e toda a turma que integra a Força Tarefa da operação, deputados, grandes empresários e até o outrora todo poderoso presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha, passaram a fazer parte da população carcerária do país.

A sociedade como um todo passou a confiar mais nas instâncias que investigam e punem os culpados pela dilapidação do patrimônio público. E o efeito Lava Jato começou a se espalhar pelo país. Hoje cedo, logo nas primeiras horas da manhã, a polícia prendeu o ex-Procurador Geral do Ministério Público do Piauí, Emir Martins Filho. Ele é investigado pelos crimes de peculato, corrupção ativa e passiva e lavagem de dinheiro.

A operação Il Capo, desencadeada pelo Grupo de Atuação Especial no Combate ao Crime Organizado-GAECO, corrobora essa visão de que já não há mais uma casta de intocáveis, imunes ao braço da lei. Os crimes praticados contra o patrimônio público são investigados; e os responsáveis, punidos. É um alento para a sociedade que trabalha honestamente e paga seus impostos.