Cidadeverde.com

Um alerta contra o AVC

No próximo sábado é celebrado o dia mundial de combate ao AVC – Acidente Vascular Cerebral, considerado a causa mais frequente de mortes e incapacitação de adultos no Brasil. A doença acomete pessoas de todas as idades, mas a probabilidade aumenta à medida que a pessoa vai envelhecendo. Também é mais comum na raça negra, o que não significa que os brancos estão imunes.

Quando não mata, o AVC deixa graves sequelas no paciente. Por isso mesmo, durante toda esta semana estão sendo realizadas campanhas preventivas para orientar a população sobre mudanças de comportamento e estilo de vida que podem ajudar a evitar a doença.

O AVC pode ocorrer de duas formas: o isquêmico, mais comum; e o hemorrágico. O primeiro se dá quando falta sangue em alguma parte do cérebro, ocasionado pela obstrução de uma artéria. O segundo, quando há sangramento devido ao rompimento de um vaso. O que acontece em seguida é a falta de oxigênio no cérebro, causando a perda das funções dos neurônios.

Entre os principais fatores de risco estão o tabagismo, colesterol alto, hipertensão arterial, sedentarismo, álcool, e doenças cardiovasculares. Portanto, a recomendação dos especialistas é que se procure uma dieta saudável, livre de gorduras; abandone de vez o cigarro; beba com moderação e faça atividade física regularmente. Com essas atitudes, a pessoa não obtém um salvo-conduto contra o AVC, mas reduz significativamente as chances de contrair a doença.