Cidadeverde.com

Uma cidade sem memória é uma triste cidade

O acidente ocorrido ontem à tarde com o desabamento de um casarão antigo no centro da cidade já era, de certa forma, aguardado. Outros mais poderão vir a acontecer ante o abandono de prédios históricos na região central de Teresina.  Além dos prejuízos materiais para quem circula pela área, como os registrados ontem com os proprietários de dois veículos, há ainda a perda da memória arquitetônica da capital, que vai se descaracterizando impiedosamente, sem que nada seja feito para preservá-la.

O Conselho Regional de Engenharia e Agronomia-CREA- alega que já solicitou providências junto à Prefeitura e à Câmara Municipal para a criação de uma lei específica sobre a manutenção desses prédios. Com a migração da elite financeira para a zona leste da cidade, muitos imóveis do centro ficaram simplesmente abandonados, sujeitos à ação do tempo. E o tempo, como sabemos, é impiedoso.

Em um breve passeio pelas ruas da capital, é possível ver alguns prédios se deteriorando, perdendo a beleza e a segurança que possuíam no passado. Os que não servem como abrigo para marginais ou usuários de drogas, estão praticamente caindo. Um risco que precisa ser avaliado para que providências urgentes sejam tomadas antes que uma tragédia maior venha a acontecer. Eis uma boa questão a ser levantada pelo Conselho de Arquitetura e Urbanismo.