Cidadeverde.com

Começa a era Trump

O mundo amanhece hoje um pouco mais assustado com o que pode acontecer daqui para frente. O futuro, esse tempo tão incerto diante das mudanças aceleradas que ocorrem no campo da tecnologia, do clima, do comportamento e de diversas outras áreas, ganha hoje um  ingrediente a mais para o estado de incerteza que toma conta da humanidade. A posse do 45° presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, é um acontecimento que deixa o planeta em alerta.

Durante toda a campanha eleitoral, Donald não escondeu suas ideias e intenções, ao contrário, fez questão de apresentá-las de forma aberta e direta, sempre que podia. Depois de eleito, continuou a manifestar opiniões que vão na contramão de conquistas importantes da humanidade, como os acordos para o controle do aquecimento global, as missões de paz com nações historicamente rivais, o livre comércio com os países estrangeiros, o respeito à diversidade sexual, entre outras questões.

Com um visão xenófoba, o novo presidente dos EUA prega um país fechado para imigrantes, negando a contribuição destes para o crescimento da América. A visão de que um país deve ser fechado para si mesmo, sem olhar e acolher o que acontece à sua volta é um retrocesso. Mas é assim que ele pensa e deve agir.  Antes mesmo de tomar posse, já mobilizou o partido republicano para derrubar o Obamacare, o plano de assistência à saúde implantado pelo ex-presidente Barack Obama, que beneficiou 20 milhões de norteamericanos.

Donald Trump já demonstrou várias vezes o desprezo que tem pelas mulheres, vistas por ele como objetos descartáveis de luxo e prazer. Além de xenófobo, tem se demonstrado machista e racista. A política social e a assistência às minorias, no seu governo, ainda são uma incógnita. A política externa  também promete ser tensa, o que faz os cidadãos americanos temerem novas investidas terroristas. Como tem maioria no Congresso, não se pode esperar que suas excentricidades sejam barradas facilmente por lá.  Por tudo isso, há razões de sobra para se preocupar.