Cidadeverde.com

Nova Central terá mais controle na soltura de presos

A insegurança que assusta os piauienses fez criar na sociedade um sentimento geral de impunidade. Embora a justiça tenha de cumprir a lei, esta nem sempre parece justa perante os olhos da sociedade, que não poupa críticas à “ benevolência” dos magistrados com os criminosos postos em liberdade. A discussão é antiga e tem crescido nos últimos tempos na mesma proporção em que crescem as estatísticas da violência em nosso meio.

Para que haja maior controle, e até mesmo mais rigor, na soltura de presos, será assinado hoje o termo de cooperação técnica para a instalação da Central de Alvará de Soltura da Comarca de Teresina. E antes que o público comece a reclamar, achando que é mais um instrumento para colocar os presos de volta na rua, concedendo-lhes a impunidade, o Corregedor-geral do Tribunal de Justiça do Piauí, desembargador Ricardo Gentil , trata de explicar que a medida segue a Resolução de número 108, do Conselho Nacional de Justiça.

A partir de agora, será possível fazer o cruzamento de informações com o conteúdo de diversos bancos de dados para garantir mais segurança no ato de execução de alvarás de soltura. Dessa forma, antes de soltar um preso, será feita uma consulta ao sistema, que reúne informações de todo o país, para saber se há algum mandado de prisão em outro processo criminal. Da mesma forma, a Central também tentará evitar a manutenção da prisão do sujeito que tem direito de estar em liberdade. Que a justiça seja feita, pois! E de forma mais célere.