Cidadeverde.com

Não ao assédio sexual!

Ano 2017, século XXI, e ainda existem homens que não aprenderam nada sobre respeito às mulheres. A denúncia de  seis alunas do Colégio CPI contra um professor de educação física por assédio sexual mostra que esta é uma realidade ainda presente em nosso meio, até mesmo onde menos se espera. De um professor, o mínimo que se pode exigir é uma postura respeitosa, um exemplo de educação a ser seguido por seus alunos.

Nos últimos meses, o número de denúncias desse tipo vem chocando a todas as pessoas que prezam um mínimo de civilização social. Um caso emblemático foi o do autor José Mayer, conhecido por fazer papel de galã nas novelas globais. Um homem bem sucedido, bem informado, no entanto, totalmente despreparado para conviver com pessoas do sexo oposto. Ao agir de forma grosseira e vulgar contra a figurinista da emissora, comportou-se como um troglodita que não respeita os limites da boa convivência.

Homens como o ator José Mayer e o professor de educação física denunciado ontem ainda não aprenderam que mulher não é um objeto de consumo que pode ser apropriado de acordo com a vontade de quem o deseja. É lastimável ver que, mesmo depois de tantas conquistas profissionais, sociais, educacionais, ainda existem seres que fazem com que o “macho” se sobreponha ao “homem”. Sim, porque homens de verdade sabem como tratar as mulheres e as respeitam na sua dignidade e liberdade.

Práticas como essa precisam ser denunciadas, mesmo que isso cause alguma dor ou constrangimento nas vítimas. É a única forma de coibir um comportamento reprovável, que merece ser punido com rigor.