Cidadeverde.com

Reforma Trabalhista entra na reta final

A propagada reforma trabalhista, que vem sendo aguardada pelo setor produtivo como instrumento indispensável para o reaquecimento da economia no país, parece entrar na reta final. Amanhã, o requerimento de urgência para votação da matéria vai ser analisado pelo Senado. Caso seja aprovado, são necessárias mais duas sessões ordinárias até que a reforma seja votada em plenário. A intenção do presidente do Senado, senador Eunício Oliveira, é colocá-la em votação antes do recesso parlamentar.

Até lá, a oposição está se movendo como pode para tentar barrar a aprovação, o que parece pouco provável.  Mesmo os senadores que já falam abertamente em deixar a base de apoio do governo reconhecem a importância da votação para ajudar a recuperar pelo menos parte dos empregos perdidos durante a pior recessão que já atingiu o país.

A resistência à aprovação da reforma está restrita hoje a um foco de oposição que não admite aprovar nada que venha do governo Temer. Os mais moderados reconhecem, no entanto, que uma coisa é a figura do presidente, fragilizada por sucessivas denúncias de escândalos; outra coisa é a agenda que o país precisa enfrentar com coragem para que os investimentos voltem a acontecer para fazer com que a economia  saia do volume morto em que entrou há dois anos.

A Nação inteira está de olho em Brasília para acompanhar os desdobramentos desta semana.  Os líderes do governo acreditam que a matéria será aprovada sem maiores dificuldades. Mas, no Brasil, a imprevisibilidade está sempre presente, com sua capacidade de alterar todo o cenário político e econômico.