Cidadeverde.com

Empresa Águas de Teresina começa a investir na capital

A empresa Águas de Teresina, que assumiu a subconcessão dos serviços de abastecimento de água e saneamento na capital piauiense, começou a mostrar a cara e a dizer a que veio. Hoje mesmo, a empresa deve iniciar uma obra de interligação na rede de abastecimento no Residencial Eduardo Costa, na zona sul. Esta faz parte de um conjunto de obras emergenciais a serem realizadas prioritariamente para resolver o problema de falta de água constante em alguns bairros da cidade.

Neste caso, especificamente, segundo informações oficiais da empresa, será construída uma nova rede, com aproximadamente 450 metros de extensão, que ampliará a oferta de água a partir de uma adutora inserida no macro sistema a um reservatório com capacidade de 150 m³ de água. Previsão de conclusão dos trabalhos: 15 dias.

Eis a primeira diferença entre uma obra realizada por um empresa privada ou  pelo setor público. No caso da iniciativa privada, o trabalho inicia rapidamente porque não precisa passar por todo o trâmite burocrático das licitações( criadas para impedir a corrupção, porém constantemente fraudadas). Segundo, mais raro ainda quando se trata de obra pública: conclusão em curto espaço de tempo.

Durante anos, a Agespisa foi se agigantando até transformar-se em uma pesada e lenta máquina estatal, muito mais eficiente como cabide de empregos do que como prestadora de serviço para abastecimento de água e coleta de esgoto na capital. Pagando altos salários e proporcionando baixíssimo retorno à população, que até hoje sofre com a falta de esgotamento sanitário e as constantes oscilações no fornecimento de água, a Agespisa entrou em um processo de agonia que acabou resultando na sua extinção.

Agora, população, Estado e Agência Reguladora do Serviço – a Arsete- devem fiscalizar exemplarmente o trabalho realizado pela Águas de Teresina para que ela cumpra fielmente o que está determinado no contrato. Os investimentos já começaram  e devem beneficiar ainda, neste primeiro momento, o residencial Jacinta Andrade e os bairros Santa Maria da Codipi, Angelim, Morada Nova, Alto da Ressurreição, Dirceu Arcoverde, Esplanada, Portal da Alegria, Parque Sul, Vila Meio Norte, Planalto Uruguai e Jockey Clube.