Cidadeverde.com

Colesterol alto: inimigo silencioso do coração

No Brasil morrem, por ano, cerca de 300 mil pessoas,  vítimas de doenças coronarianas, boa parte delas causadas pelo colesterol ruim, ou LDL. O aumento deste tipo de colesterol provoca a formação de placas de gordura nas artérias do coração, impedindo  a passagem do fluxo sanguíneo. Como consequência, vem o ataque cardíaco, em alguns casos, mortal.

A doença é silenciosa, ou seja, ela não emite sinais prévios ao paciente. Portanto, a atenção deve ser preventiva, por meio da visita regular ao cardiologista, exames periódicos, alimentação saudável e a prática de atividade física, segundo as orientações repassadas pela Sociedade Brasileira de Cardiologia neste 8 de agosto, Dia Nacional de Combate ao Colesterol.

Na vida moderna, onde sobra estresse e falta tempo, muitas pessoas descuidam-se do estilo de vida saudável que pode evitar não só esta, como outras doenças. E o sedentarismo, aliado ao tabagismo, consumo exagerado de bebidas alcoólicas e obesidade vão se acumulando até transformar-se em doença.

O colesterol alto pode ocorrer em todas as idades, e mesmo em pessoas de baixo peso, ao contrário do que muitos imaginam. Só a avaliação médica é capaz de detectar se a pessoa possui, ou não, índice elevado de colesterol. Em algumas situações, ele se eleva pelo tipo de alimentação consumida, especialmente frituras, carnes vermelhas e fast food. Mas, às vezes, pode ocorrer por conta do metabolismo do indivíduo.

De qualquer forma, apesar de ocasionar doenças graves, e até fatais, o colesterol pode ser combatido, não apenas com medicamentos, mas, principalmente, com hábitos alimentares e físicos que garantam a saúde e permitam uma vida com qualidade.