Cidadeverde.com

Central de Flagrantes deixa de receber presos a partir de hoje

 A Central de Flagrantes deixa de receber presos a partir de hoje, por tempo indeterminado, depois de decisão tomada ontem à tarde pelos agentes penitenciários. Com capacidade para abrigar 15 pessoas, a Central está atualmente com 70 . Mais do que o quádruplo. Um verdadeiro armazém onde se amontoam os detidos, sem a menor condição de higiene ou segurança.

A Central de Flagrantes de Teresina já nasceu problemática. Localizada em uma zona de extremo movimento, próxima ao entroncamento das avenidas Miguel Rosa, José dos Santos e Silva e Joaquim Ribeiro, ela contribui para tornar o trânsito naquela região ainda mais caótico, com a chegada de viaturas a todo instante, algumas vezes pela contramão.

Ainda por cima, as instalações são inseguras, o que favorece às seguidas tentativas de fuga dos detentos que lá se encontram à espera de serem transferidos para uma penitenciária. Por vezes, têm os ratos como companhia.

 

GREVE DOS AGENTES PENITENCIÁRIOS

A suspensão do atendimento na Central de Flagrantes se dá em razão da greve dos agentes penitenciários, iniciada segunda-feira passada. De braços cruzados, eles não estão mais recebendo os presos na Casa de Custódia e, assim, o contingente de presos vai aumentando na Central, em efeito cascata.

A segurança pública e o sistema prisional são hoje dois gargalos complicados para a administração pública por se tratarem de setores complexos e que vivem sob permanente estado de tensão, provocando medo na sociedade.

 

OUTRO LADO

A Secretaria de Justiça do Estado informou  em nota que está dialogando com os agentes penitenciários para tentar por fim ao movimento grevista.