Cidadeverde.com

Piauí é o 2° pior estado em saneamento

O Piauí está no topo da vergonhosa lista dos estados brasileiros com pior nível de saneamento. O relatório divulgado ontem pela Fundação Abrinq aponta o Piauí como o penúltimo estado quando se trata de acesso à rede de coleta de esgotos, ficando atrás apenas do Amapá. Por aqui, 91,7% das casas não estão ligadas ao esgotamento sanitário. Uma estatística vergonhosa para este final de 2017.

No Brasil, a média de famílias que não têm acesso à rede coletora de esgoto é de 34,7%, um número também alto, se considerarmos que o saneamento é fator essencial para a saúde da população. Diante desses números, não é de se estranhar que ainda haja tantos casos de dengue, zika e chikungunya, para não falar nas outras mazelas que acometem a população que é obrigada a conviver com o esgoto correndo a céu aberto na porta de casa.

E nem adianta usar a surrada desculpa de que obras de saneamento são muito caras e o orçamento estatal é apertado. Trata-se de estabelecer prioridades e a saúde sempre será, ou deveria ser, prioridade absoluta em qualquer administração.Além disso, há sempre a possibilidade de obter financiamento junto a organismos internacionais, como o Bird. Mas os recursos desviados, assim como o dinheiro aplicado em obras fáceis, porém de grande visibilidade, costumam assumir o protagonismo na gestão pública. Enquanto isso, a população segue doente e descrente dos seus administradores.