Cidadeverde.com

Museu de Arte Sacra marca 300 anos de Oeiras

Oeiras, a primeira capital do Piauí, celebrou seus trezentos anos com a pompa e cerimônia de quem nunca perdeu seu status. A cidade marcada por fortes tradições, especialmente a religiosa, reuniu seus filhos ilustres para uma festa à altura dos três séculos de existência.

Um concerto de sinos ecoou pelas praças e catedrais para anunciar que ali há muita história a ser contada e, se depender da vontade dos oeirenses, ainda há muito mais a ser escrita.  Entre as inúmeras solenidades alusivas ao tricentenário, ganha destaque a inauguração do Museu de Arte Sacra.

Oeiras talvez seja a cidade mais religiosa do Piauí. Lá, as manifestações religiosas são fervorosas e chamam a atenção dos moradores e visitantes, como a tradicional procissão do fogaréu, a procissão de Bom Jesus dos Passos ou a Festa do Divino. Pois agora, toda essa expressão de fé pode ser vista no museu que reúne peças, fotografias e textos , em um acervo bonito e bem disposto.

A concepção e montagem do museu ficou a cargo do arquiteto Paulo Vasconcellos, o mesmo responsável pela reforma do Museus do Piauí, aqui em Teresina. Os oeirenses, apaixonados e bairristas assumidos que são, terão agora mais um motivo para orgulharem-se da primeira capital do estado.