Cidadeverde.com

INCA estima quase 7 mil novos casos de câncer no Piauí em 2018

O câncer é uma doença que tende a crescer à medida que a população passa a viver mais. É um dos ônus da longevidade. Mas a adoção um estilo de vida saudável desde os primeiros anos de vida pode ajudar a prevenir a maioria dos tipos de câncer, ficando fora do nosso controle os casos que estão diretamente ligados à hereditariedade.

O Instituto Nacional do Câncer – INCA- divulgou as estimativas dos tipos de câncer mais incidentes previstos para o ano de 2018. Nos homens, estão, por ordem, a próstata, a traquéia, brônquio e pulmão, cólon e reto. Nas mulheres, mama, cólon e reto, colo do útero.

Destes, boa parte pode ser detectada precocemente, facilitando as chances de cura após o tratamento adequado. É o caso da mama e do colo do útero, diagnosticados com boa precisão, desde que a mulher faça sua consulta regular ao ginecologista, acompanhada dos exames recomendados, como a mamografia ou o papanicolau.

Se a ciência nos permitiu viver mais, cabe a nós, agora, a responsabilidade de bem aproveitar esses anos adicionais, cuidando, desde cedo, da nossa saúde. E nem precisa muito esforço para isso. Basta uma alimentação saudável, rica em frutas e verduras, deixando de lado gorduras, açúcares, embutidos e enlatados; atividade física regular; visitas regulares ao médico; e distância de fumo e outras drogas.

O alerta não é à toa. O Inca estimou 6.900 novos casos de câncer para o estado do Piauí só este ano. A prevenção é o único caminho para mudar essa estatística.