Cidadeverde.com

Falta de galerias deixa Teresina inundada

A chuva forte que caiu no início da manhã de hoje mostrou o quanto Teresina  está despreparada para receber grandes volumes de água. Ruas e avenidas ficaram alagadas, muitas delas sem condição de tráfego. Avenidas como a Homero Castelo Branco, Presidente Kennedy e Nossa Senhora de Fátima, só para citar algumas da emblemática zona leste, responsável pelo maior peso no pagamento do IPTU, ficaram completamente inundadas. Mas o problema se repete também nas outras zonas da cidade.

O grande número de construções aumentou a área impermeabilizada do solo, fazendo com que ocorra um escoamento pela superfície e dando origem às enxurradas. Por outro lado, a falta de galerias – uma obra cara e difícil de ser executada – contribui para que a água não tenha para onde escoar e fique empoçada, impedindo pedestres e condutores de circularem livremente. Isso sem falar nas casas que são invadidas pela água da chuva, como acontece na Avenida Pedro Almeida.

A famosa galeria da zona leste, cujo edital de licitação foi lançado ainda em 2011, se arrasta até hoje sem que nunca tenha sido concluída. Uma vez concluído, o Sistema Integrado de Drenagem da Zona Leste deverá alcançar 7km de extensão, beneficiando os bairros dos Noivos, Recanto das Palmeiras, Morada do sol, Santa Isabel, Piçarreira, São Cristóvão, Joquei e Horto Florestal.

Mas desde a sua origem, essa obra apresentou problemas. Não havia projeto executivo, o contrato com a construtora chegou a ser rescindido e a burocracia foi tomando conta do resto. O resultado pode ser visto hoje na cidade, com água empoçada em vários lugares.