Cidadeverde.com

Este já é o 11° aumento no preço da gasolina em menos de um mês

Chegou ao nível do insuportável a frequência com que o preço da gasolina tem aumentado no Brasil. Com o reajuste de hoje, chegamos ao 11° aumento no preço do produto em apenas dezessete dias. É absolutamente impossível acompanhar uma escalada tão acelerada nos preços, justamente em um momento de recessão como este que o país atravessa.

Os últimos números do IBGE apontaram 13,7 milhões de desempregados no Brasil. É uma massa humana considerável que, sem salário, obviamente, deixa de consumir. O governo vem se esforçando ao máximo para conter a inflação. Mas eis que a gasolina inverte todo esse esforço e faz explodir uma escalada de preços, por cascata, que estão intimamente ligados ao custo do transporte.

Infelizmente, o país não dispõe de uma rede ferroviária que integre todos os estados. A maior parte das mercadorias é transportada pelas rodovias. Ontem, os caminhoneiros fizeram um protesto contra a alta no preço dos combustíveis. E o governo já entendeu o recado, talvez por ser este um ano de eleição. O fato é que, ainda ontem, a equipe econômica esteve reunida para estudar uma forma de tornar os preços dos combustíveis mais previsíveis, por meio de um controle mais efetivo do governo. É o mínimo que se pode esperar; do contrário, os carros vão ficar encostados na garagem, sem ter como circular.