Cidadeverde.com

Intolerância religiosa preocupa juristas piauienses

A intolerância religiosa é hoje uma das grandes preocupações de humanistas e defensores do Direito. 70% da população no mundo inteiro vivem  em países onde a liberdade religiosa não é assegurada e, por isso, sofrem alguma forma de perseguição ou violência. Desse total, 75% são católicos.

Diante desse panorama, a União dos Juristas Católicos do Piauí está promovendo, a partir de hoje, o seminário que tem  como tema : Liberdade Religiosa,  no Centro Pastoral Paulo VI, na Av. Frei Serafim. A abertura será às 19h30 desta terça-feira, com a palavra do Arcebispo de Teresina, Dom Jacinto Brito, seguida da palestra “O Pensamento Jurídico de Bento XVI: A Liberdade de Crença”, proferida por Rudy Albino de Assunção.

Amanhã, a partir das 14h, haverá mais duas palestras. A primeira será proferida pelo Irmão Marcos Epifânio Barbosa Lima, com o tema “Liberdade Religiosa e Apelo Cristão: Fontes e Singularidades”. Na sequência, Antônio Jorge Pereira Júnior falará sobre “Liberdade Religiosa como Liberdade de Expressão”.

A União dos Juristas Católicos do Piauí é presidida pelo advogado Frederico Mendes e tem como vice-presidente, o Desembargador Ricardo Gentil Eulálio. A associação foi criada para discutir questões atuais, a partir da ótica católica, a exemplo do que já existe em outros estados do Brasil, como Rio de Janeiro, São Paulo e Rio Grande do Sul.