Cidadeverde.com

De olho nas reformas

O mundo empresarial está cheio de expectativas com relação ao novo governo.  Lojistas e industriais  acreditam que o presidente eleito Jair Bolsonaro enxugará a máquina pública e simplificará a vida do setor produtivo, tanto em termos tributários quanto em relação à burocracia mastodonte que emperra o mundo dos negócios.

Para isso, o primeiro passo é aprovar as reformas necessárias, como a tributária e a da previdência. “ Tenho certeza de que, com a aceleração das reformas econômicas e institucionais, como a da Previdência e a tributária, o país se fortalecerá e construirá, nos próximos quatro anos, uma economia mais produtiva, inovadora e integrada ao mercado internacional”, declarou o presidente da Confederação Nacional da Indústria, Robson Braga de Andrade.

Apesar de já começar o mandato com uma bancada considerável de apoio, a aprovação de reformas dessa natureza é sempre delicada. O melhor a fazer é aproveitar o grande capital político obtido nas urnas, e ainda intacto, para tentar aprová-las logo no início do mandato.

O governo, de fato, começa agora com a escolha dos nomes que vão compor a equipe ministerial. No prédio do Centro Cultural Banco do Brasil, em Brasília, um andar inteiro já está disponibilizado para o trabalho de transição, que deve contar com o aparato policial de 50 militares da Força Nacional de Segurança e detectores de metal em todas as entradas. A preocupação com a integridade do presidente eleito é grande e não sem razão, especialmente depois do atentado que sofreu no dia 6 de setembro.