Cidadeverde.com

Vai começar o caça às bruxas

 Se alguém fez alguma coisa errada no verão passado, durante as gestões petistas, deve estar com as barbas de molho. A nova equipe que assumirá o governo a partir de janeiro vem com todo gás para apurar eventuais irregularidades cometidas nos órgãos públicos. Pelo menos é o que antecipam as declarações dos futuros gestores.

O novo ministro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo, publicou em sua conta no twitter que tem muito a fazer, “a começar por um exame minucioso da política externa ativa e altiva em busca de possíveis falcatruas”. A postagem foi em resposta a Celso Amorim, que disse que o ministro indicado representa um retorno à Idade Média.

O futuro ministro quer saber quais foram as bases dos contratos, convênios e negócios realizados com países como Cuba, Venezuela e Angola, por exemplo. Semelhante investigação deve ser desencadeada no Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social – BNDES. O banco pretende fazer uma análise rigorosa dos projetos da Odebrecht na África e na América Latina que foram financiados pela instituição e se tornaram alvo de suspeitas. Vem aí um período de caça às bruxas. Se elas existem, de fato, já devem estar pegando suas vassouras para voar bem longe.