Cidadeverde.com

A falta que as galerias estão fazendo

A chuva de mais de quatro horas que caiu ontem no final da tarde em Teresina e se estendeu pela noite adentro serviu para reforçar a necessidade da conclusão da obra da galeria da zona leste, que já se arrasta há seis anos. A galeria tem um orçamento estimado em R$ 49,454 milhões e deve se estender por sete quilômetros, atendendo às necessidades de vários bairros da região. Mas, dificuldades no projeto estrutural e, depois, na liberação dos recursos pelo governo federal contribuem para que uma obra essencial como essa demore muito mais tempo do que o esperado para ser concluída.

A lentidão, nesse caso, além de deixar as ruas e avenidas daquela região praticamente intrafegáveis quando cai uma chuva mais forte ainda está atrapalhando o trânsito na Avenida João XXIII, um dos corredores de tráfego mais importantes da capital.

A zona leste, contudo, não é a única da cidade a sofrer com a falta de planejamento para escoamento das águas pluviais. O crescimento desordenado de Teresina levou à expansão de uma grande área impermeabilizada, que faz com que a água fique na superfície do solo, causando inundações.

Sem um plano de drenagem adequado, a água da chuva percorre o caminho mais fácil que encontra pela frente. E esse caminho, normalmente, acaba tornando mais difícil a vida dos moradores, que seguem acumulando prejuízos nos imóveis e automóveis.