Cidadeverde.com

Problemas do passado que resistem ao presente

O governo federal autorizou a liberação de R$ 3 milhões para o Piauí nos próximos dias. A notícia é de fazer corar de vergonha qualquer piauiense quando se sabe qual é a destinação dos recursos: abastecimento de água potável em carros pipa para 48 municípios que se encontram em situação de emergência por conta da seca.

É inadmissível que, no século XXI, quando o mundo discute as aplicações da biotecnologia, da inteligência artificial, desenvolvimento de veículos autônomos, velocidade da fibra óptica, o estado do Piauí ainda esteja abastecendo a população do semi-árido com água distribuída por carro-pipa.

Água tratada, saneamento básico e energia elétrica são itens fundamentais para a população. A falta desses três serviços só se justificava na Idade Média, não mais agora, quando as nações civilizadas estão a anos luz desse tipo de problema.

Infelizmente, nós continuamos a patinar no atraso, perpetuando o cenário de pobreza que se estende por séculos. Até quando aceitaremos essa situação como se fosse natural? Até quando submeter as pessoas à humilhação de ficar na fila com uma lata na cabeça, mendigando por um pouco de água? É cruel e desumano, para dizer o mínimo.

A condição geográfica do Piauí é imutável, ele está localizado em uma área de semi-árido. Mas a postura diante dessa realidade e a definição de políticas públicas para que o sertanejo possa conviver com a estiagem sem passar sede só depende da boa vontade política.