Cidadeverde.com

50 anos da Paróquia de Fátima em Teresina

Crédito: Pascom

A Paróquia de Nossa Senhora de Fátima iniciou as comemorações pelo seu jubileu de ouro. Há cinquenta anos, começava ali na avenida que acabou levando o mesmo nome da padroeira, um trabalho evangelizador de extrema relevância para a Igreja de Teresina. Mais que um templo católico para a celebração de missas, casamentos e batizados,  a Paróquia de Fátima viria a se tornar um centro irradiador da ação social da igreja que se faz presente na vida dos mais fragilizados e necessitados de Teresina. 

Sob a liderança do Padre Tony Batista, pároco de lá desde 1975, Fátima ganhou uma dimensão extraordinária , sendo referência como modelo de igreja que agrega os seus fiéis não só em volta do altar, mas,também, na realização de trabalhos voluntários nas suas inúmeras pastorais, quando exercitam o verdadeiro sentido de uma “igreja em saída”, como ensina o Papa Francisco.

Para citar apenas um, entre tantos serviços realizados pela paróquia, lembramos a Pastoral da Misericórdia, que acolhe fraternalmente os moradores de rua, pessoas que já perderam os laços familiares e qualquer possibilidade de ressocialização. Na pastoral, que funciona nas dependências da igreja, essas pessoas recebem afeto, orientação espiritual, alimentos, roupas e espaço para tomarem banho. É um ponto de apoio para quem já não tem mais nenhum outro apoio na vida. Além disso, atende também mais de 150 famílias em situação de extrema pobreza das periferias de Teresina.

Para dar início às comemorações do jubileu de ouro da igreja, a imagem de Nossa Senhora de Fátima, que fica ao lado do templo, recebeu um novo oratório, coberto em vidro, para protegê-la dos efeitos do sol e da chuva. As festividades se estendem até o dia 31 de outubro, quando também encerram os tradicionais festejos da padroeira.