Cidadeverde.com

Suplentes tomam susto e caem das cadeiras na Assembleia

A cena foi inédita na Assembleia Legislativa: os seis suplentes convocados para as cadeiras de deputados licenciados para ocuparem secretarias no Governo Wellington Dias compareceram ontem pela manhã à Casa para mais uma semana de trabalho.

Todos estavam muito à vontade quando, de repente, entraram na Casa os seis deputados que estavam licenciados. Imediatamente, reassumiram seus mandatos.

Constrangidos, os suplentes se levantaram das cadeiras e saíram para choramingar pelos corredores da Assembleia.

Empréstimo e orçamento

O deputado Wilson Brandão (Progressistas), que ocupa a Secretaria de Mineração, explicou à imprensa que o retorno dos parlamentares se deve à votação do pedido de empréstimo que vai ser encaminhado à Assembleia até quinta-feira (5), bem como ao Orçamento do Estado para 2020.

O parlamentar informou que a decisão foi comunicada previamente ao governador Wellington Dias. Wilson Brandão destacou que o objetivo é garantir que seus municípios sejam atendidos com as obras dos recursos do empréstimo e também com recursos do orçamento de 2020.

O deputado Flávio Júnior (PDT), que estava na Secretaria de Turismo, voltou para a Assembleia com cara de quem não tem pressa de retornar ao governo.

O parlamentar ressaltou que intensificará os trabalhos em busca de projetos e obras que promovam o desenvolvimento do Estado.

Flávio Júnior afirmou que irá participar das discussões do projeto de Lei de Diretrizes Orçamentárias e também do pedido de empréstimo, no valor de R$ 1,7 bilhão, que será feito pelo Governo do Estado.

Máquina sem combustível

Além de Wilson Brandão e Flávio Júnior, retornaram à Assembleia os deputados Pablo Santos (MDB), presidente da Fundação Hospitalar do Piauí; Fábio Novo (PT), secretário de Turismo; Janaína Marques (PTB), secretária de Infraestrutura; e José Santana (MDB), secretário da Sasc.

Deixam a Assembleia os suplentes Elizângela Moura (PCdoB), Warton Lacerda, Cícero Magalhães e Ziza Carvalho (todos do PT); Belê Medeiros e B. Sá (Progressistas).

Não faltou quem especulasse na Assembleia que, sem recursos para tocar seus projetos, os deputados estavam se sentido peixes fora da água nas secretarias.

O fato é que os deputados devem demorar a retornar às secretarias, pois o orçamento do Estado nem chegou ainda à Assembleia e geralmente só é votado na última semana antes do recesso de dezembro. Até lá tem é chão!

 

 

Enquanto isso, no TCE...

O corregedor-geral do Tribunal de Contas, conselheiro Kleber Eulálio, informou que até ontem ainda não havia recebido o processo do governador Wellington Dias pedindo a suspeição e o afastamento do conselheiro Luciano Nunes do julgamento das contas do Governo do Estado.

O processo foi protocolado na presidência do TCE.

Sem água

O deputado Marden Menezes  (PSDB) fez um apelo ontem ao Instituto de Desenvolvimento do Piauí (Idepi), em nome da população ribeirinha da região do Vale do Rio Sambito, para que abra imediatamente as comportas da Barragem Mesa de Pedra, em Valença.

De acordo com o deputado, os moradores estão sem abastecimento de água.

Setembro amarelo 

Durante o mês de setembro, o Palácio de Karnak será iluminado de amarelo como parte das ações da campanha de prevenção ao suicídio Setembro Amarelo A campanha foi iniciada em 2015.

Trata-se de uma iniciativa do Centro de Valorização da Vida (CVV), do Conselho Federal de Medicina (CFM) e da Associação Brasileira de Psiquiatria (ABP).

O mês de setembro foi escolhido para a campanha porque, desde 2003, o dia 10 de setembro é o Dia Mundial de Prevenção ao Suicídio.

Foto: Divulgação

Medalha do Centenário - O escritor José Murilo de Carvalho, da Academia Brasileira de Letras, recebeu ontem na Academia Piauiense de Letras a Medalha do Centenário, honraria concedida em homenagem à sua contribuição à literatura. A saudação ao acadêmico foi feita pelo jurista Celso Barros. A comenda foi entregue pelo presidente da APL, Nelson Nery. O escritor lançou em Teresina seu mais recente livro, “Jovita Alves Feitosa: Voluntária da Pátria, Voluntária da Morte”, no qual reproduz e analisa documentos de época que compõem um quadro rico e complexo da trajetória da jovem cearense de 17 anos que morava em Jaicós. Ela decidiu alistar-se no Exército, vestindo-se de homem, para atender ao chamado do governo brasileiro que recrutava voluntários para lutar na Guerra do Paraguai.

 

 

* O secretário de Governo, Osmar Júnior, passou o dia ontem para cima e para baixo, tentando apagar incêndio.

* É que, com a volta de seis deputados para a Assembleia, a base foi atingida por focos de incêndio de proporções amazônicas.

* As delegacias de polícia estão em situação crítica nos bairros de Teresina.

* Os suplentes desalojados da Assembleia não retornaram às suas bases. Sem teto, eles aguardam um novo abrigo.

 

 

Sem cosméticos

O secretário de Saúde, Florentino Neto, reagiu assim às críticas de membros da Comissão de Saúde da Assembleia Legislativa segundo as quais ele estaria maquiando os hospitais para receber as visitas de inspeção dos parlamentares:

- Eu me formei administração, não em maquiagem.