Cidadeverde.com

Governo quer mais 3 bi de empréstimos

Foto: Divulgação

Secretários Antônio Neto e Osmar Júnior entregam novos pedidos de empréstimos ao presidente da Assembleia

 

Chegaram ontem à Assembleia Legislativa – e já foram lidas – as quatro mensagens enviadas pelo governador Wellington Dias solicitando autorização para contratação de novos empréstimos, totalizando cerca de R$ 3 bilhões.

As mensagens foram levadas à Assembleia pelos secretários de Governo, Osmar Júnior, e de Planejamento, Antônio Neto. Duas delas solicitam autorização para contratação de crédito junto ao Banco Brasil Plural, uma instituição da rede particular baseada em São Paulo.

A primeira, no valor de R$ 1,5 bilhão, é destinada ao financiamento de ações de integração entre as políticas econômica, sociais e desenvolvimento no escopo dos Programas Piauí Saudável e Seguro, Piauí Inclusivo e Sem Pobreza, Piauí com Oportunidade para todos, Piauí Inovador, Piauí Sustentável e Piauí Eficiente e Integrado.

A segunda operação, no valor de até R$ 1,2 bilhão, destina recursos para o alongamento da dívida pública estadual em contratos com garantia da União.

A terceira mensagem solicita autorização para contratação de operação de crédito junto ao Banco Interamericano de Desenvolvimento, em parceria Fundo Internacional do Desenvolvimento Agrícola, com garantia da União, no valor correspondente a U$ 115 milhões.

Já o quarta mensagem solicita autorização para contratação de operação de crédito junto ao Banco do Brasil, no valor de até R$ 100 milhões.

As matérias seguirão o trâmite normal da Casa, seguindo para análise das comissões técnicas e depois ao Plenário para decisão final, informou o presidente da Assembleia, deputado Themístocles Filho.

Desconfiança

A oposição viu com reservas mais esse pacote de pedidos de autorização de empréstimos. Em julho, o Governo do Estado já havia solicitado R$ 1,5 bi para pagamento de precatórios. O temor é o de que o Piauí não consiga pagar tanta dívida.

O secretário de Governo garantiu, no entanto, que o processo de endividamento do Estado está sendo feito de forma segura.

“Tanto é que, apesar da crise muito grave que o país atravessa, o Piauí recebeu nota B de crédito atribuído pela Secretaria do Tesouro Nacional. Então, nós vamos trabalhar com segurança a tomada de empréstimos para investimentos. Trabalhar de forma aberta e ampla quando se traz para a Assembleia a discussão da aplicação destes recursos e vamos aplicá-los no sentido de que a economia do Piauí possa crescer mais e, com isso, aumentar as receitas do Estado”, afirmou.

O governador não terá dificuldade para aprovar essas novas autorizações, mas o dinheiro não chegará tão cedo ao Piauí.

  

 

Nem na guerra

O Fórum Brasileiro de Segurança Pública divulgou que o número de mortes violentas, perpetradas intencionalmente, em 2018, foi mais de 10% menor do que o registrado em 2017.

Há dois anos, foi de 64.021; no ano passado, foi de 57.341.

Mas não há motivo para comemoração. Em nenhuma guerra ao redor do mundo se mata tanta gente!

Monitoramento

O governador Wellington Dias instruiu a Secretaria de Planejamento a fazer o monitoramento semanal da retomada das obras de duplicação das BRs 316 e 343, em Teresina.

As obras foram reiniciadas na semana passada e vão durar pelo menos um ano e meio.

O governador inspecionou os serviços ontem.

Segurança

Segundo o governo, um dos empréstimos solicitados ontem, no valor de R$ 100 milhões, junto ao Banco do Brasil, será para a compra de equipamentos para a Polícia Militar, o Corpo de Bombeiros e a Secretaria de Segurança.

Luto

O trágico acidente que vitimou ontem o médico Tovar Vicente da Luz, na BR 343, em Teresina, enlutou o meio médico.

Ele era muito querido entre os colegas e os pacientes. O médico tinha apenas 36 anos. Era otorrinolaringologista.

O Hospital Flávio Santos, um dos locais onde ele trabalhava, fechou ontem em sinal de luto. 

Foto: Divulgação

Reforma tributária - O Comsefaz (Comitê Nacional dos Secretários de Fazenda, Receita, Finanças ou Tributação dos Estados e do Distrito Federal) terá reunião hoje com os presidentes do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), e da Câmara Federal, deputado Rodrigo Maia (DEM-RJ), para entregar a proposta dos Estados para a Reforma Tributária. Participarão o presidente do Comsefaz, Rafael Fonteles, e secretários estaduais membros do Comitê.

 

 

* Não deixa de ser curioso que as tratativas sobre empréstimos, junto à Assembleia, sejam feitas pelos secretários de Planejamento e de Governo, e não pelo de Fazenda.

* Faleceu ontem em Teresina o advogado Guido Aluísio dos Santos Rocha. O velório é na OAB. O sepultamento será hoje, às 9h, no Jardim da Ressurreição.

* O deputado Georgiano Neto (PSD) apresentou Projeto de Lei que reconhece a utilidade pública da Associação Solidária de Desenvolvimento Humano.

* A deputada Teresa Britto (PT) apresentou requerimento solicitando a criação do Fundo Estadual e do Conselho Estadual de Proteção dos Animais.

* E quem já se apresenta todo serelepe para o caldeirão eleitoral de 2022 é Luciano Huck, imaginando que babado é bico.

 

 

Alto lá!

Do presidente em exercício, general Hamilton Mourão, sobre a declaração do vereador Carlos Bolsonaro (PSC-RJ), por meio de post no Twitter, de que regimes democráticos dificultam a implementação de mudanças:

- “Isso é problema dele, pergunte a ele. A democracia é fundamental”.