Cidadeverde.com

Supremo confirma que cadeia é para pobre

Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil

Supremo caminha para abrir as portas das cadeias

 

A votação parcial do Supremo Tribunal Federal sinaliza para o fim da prisão em segunda instância. O ministro Ricardo Lewandowski foi o sétimo membro da Corte a votar no caso, e ele decidiu contra a validade da execução provisória de condenações criminais, conhecida como prisão após segunda instância.

Com o voto do ministro Levandovski, manifestado ontem, após quatro sessões de julgamento, o placar no Supremo está 4 votos a favor e 3 contra a medida. Após seu voto, a sessão foi suspensa e deve ser retomada no dia 6 de novembro.

O relator, ministro Marco Aurélio, e a ministra Rosa Weber também votaram contra a prisão em segunda instância.

Os ministros Alexandre de Moraes, Edson Fachin, Luís Roberto Barroso e Luiz Fux votaram a favor. Faltam ainda os votos de quatro integrantes do STF: Cármen Lúcia, Gilmar Mendes, Celso de Mello e Dias Toffoli.

O crime compensa

A votação do STF vem repercutindo amplamente nos meios políticos, na imprensa e nas mídias sociais.

O senador Álvaro Dias (Podemos) afirmou ontem que se o STF alterar o entendimento sobre a prisão em segunda instância, mais de 20% dos condenados da Lava Jato serão beneficiados – sem contar outros mais de 300 que aguardam julgamento em Curitiba.

O senador Humberto Costa (PT), por sua vez, comemorou a inclinação do Supremo replicando o voto da ministra Rosa Weber: “ Votar pela segunda instância é reescrever a Constituição”.

Por aí se vê a quem a agrada a decisão do Supremo de confirmar que cadeia no Brasil ficou mesmo foi para pobre.

Bandido rico, o do colarinho branco, traficantes e outras espécies que têm condição de pagar advogados caros ficam com a cobertura plena da Suprema Corte brasileira para empurrarem seus processos com a barriga, através dos infindáveis recursos possíveis e impossíveis, e festejarem a impunidade.

  

 

Falta água

O deputado Henrique Pires (MDB) externou ontem a sua preocupação com o desabastecimento de água no interior do Piauí.

O parlamentar lembrou o falecimento, na última semana, de três homens dentro de um poço na zona rural de Guaribas, no Sul do Piauí.

Os três cavavam um poço quando desmaiaram. Há suspeita de que havia gases no interior do poço.

Falta energia
Já o deputado Evaldo Gomes (SD) voltou a reclamar da falta de energia e do serviço prestado pela empresa Equatorial Energia em Teresina.

Segundo o parlamentar, de Norte a Sul da capital, a reclamação é a mesma.

“Esse já está se tornando um tema rotineiro, mas eu não posso me cansar de falar de uma situação que está afetando muito a população de Teresina”, acentuou.

Falta povo

O deputado avisou que, se for preciso, vai mobilizar a população para uma manifestação na sede da empresa. 

“A Equatoral está prestando um serviço de péssima qualidade. Diziam que depois da privatização tudo ia melhorar, mas o que estamos vendo é a piora significativa na prestação dos serviços. As taxas de religação cobradas são absurdas, os cortes de energia constantes, mas eles não estão prestando o serviço como deveriam”, criticou.

Imagem: Reprodução

Memórias políticas - O ex-governador Hugo Napoleão é citado no livro de memórias do ex-governador e ex-senador Nabor Júnior, do Acre, 88 anos. No livro “Uma vida dedicada ao Acre – Minhas Memórias”, que acaba de ser lançado, o autor fala da extensa carreira política construída no Acre, desde suas vitórias políticas, acontecimentos de bastidores e o exercício dos diversos mandatos desempenhados. Ele conta, por exemplo, o episódio da formação da Aliança Democrática para a eleição de Tancredo Neves, na eleição presidencial de 1985, e lembra que Hugo Napoleão puxou o cordão dos governadores do PDS que apoiaram o candidato da oposição. Nabor Júnior é um político da velha guarda do PMDB.

 

 

* O economista, escritor e acadêmico Homero Castelo Branco lança amanhã, às 10h, na Academia Piauiense de Letras, o seu novo livro.

* A obra recebeu o título “Castelo Branco ontem e hoje” e terá apresentação dos acadêmicos Elmar Carvalho e Dilson Lages.

* Começa hoje e vai até domingo a tradicional Festa do Bode, no município de Batalha, com exposição de caprinos, ovinos e da pecuária da região.

* A partir de segunda-feira, 28, a Rádio Cidade Verde FM será sintonizada em nova frequência 93.5.

 

 

Aberração

Do humorista Fraga:

- Hoje em dia, aberração é qualquer um que não berre.