Cidadeverde.com

E a nova Barragem de Algodões?

O Governo do Piauí informou, na semana passada, que concluiu o pagamento das indenizações às vítimas da Barragem Algodões.

No total, foram repassados às famílias R$ 51 milhões, divididos em 30 parcelas.

A Barragem Algodões rompeu em 27 de maio de 2009, no município de Cocal, região norte do Estado. Foi a maior tragédia ambiental da história do Piauí.

Para o pagamento das indenizações, o Governo do Estado fez um acordo com a Associação das Vítimas e Amigos da Barragem Algodões (Avaba).

Das 1.200 famílias diretamente atingidas, 970 foram indenizadas. A Justiça avaliou todo o prejuízo causado pela tragédia em R$ 400 milhões.

Acordo baixa valor

No entanto, através de um acordo extrajudicial - que envolveu o Judiciário, o Legislativo e o próprio governador -, a Associação das Vítimas de Algodões aceitou reduzir o valor da indenização de R$ 400 milhões para R$ 60 milhões, pagos em parcelas.

 “O governo, com o pagamento da parcela 30, cumpre a sua obrigação moral e judicial. Todos valores acordados pelas vítimas foram recebidos diretamente em sua conta individual”, ressaltou o secretário da Sasc, Zé Santana.

Não é bem assim! O Governo do Estado ainda deve aos sobreviventes de Algodões a construção de uma nova barragem, prometida após a tragédia.

A obra chegou a ser licitada em 2015, mas até agora não saiu do papel.

A barragem de Algodões era o meio de vida de milhares de famílias no Vale do Piranji.

Elas se dedicavam a atividades de agricultura, pecuária e de piscicultura. Com a destruição da barragem, muitas delas ficaram sem trabalho e sem renda e estão passando fome.

A situação vai se tornar ainda mais crítica a partir de agora, com o fim do pagamento das parcelas da indenização.

 

 

Foto: Divulgação

Silvio Mendes e Firmino Filho: conversa sobre candidaturas e eleições

Acertando os ponteiros

Foi longa a conversa do prefeito Firmino Filho com o ex-prefeito Silvio Mendes, no final de semana, com direito a almoço.

Eles puseram os assuntos em dia, com análise da gestão da cidade; volta ao PSDB dos ex-prefeitos Chico Gerardo e Sílvio; análise dos possíveis candidatos a prefeito de Teresina; conversas sobre os possíveis partidos aliados e candidaturas dos vereadores.

Caminhada

Compaixão é o tema da Caminhada da Fraternidade 2020.

O lançamento foi feito ontem, pelo arcebispo de Teresina, em missa celebrada na Paróquia Santa Teresina do Menino Jesus, no Dirceu II.

O prefeito Firmino Filho, que participa do evento desde a primeira campanhada, esteve ontem na missa de lançamento. 

Este ano, o evento terá a edição de número 25 e será realizado no dia 14 de junho.

Comunismo

Da vice-governadora Regina Sousa, nas redes sociais:

- Então é assim: A China constrói hospital em dez dias e Cuba manda remédios fabricados lá. O comunismo ameaça o mundo!

Falta o Piauí

Bem, se é assim, então vamos transformar o Piauí em um estado comunista com a máxima urgência!

Só assim, então, se verão concluídas obras como o Centro de Convenções de Teresina, a rodovia Transcerrados, a duplicação dos acessos a Teresina, a nova Maternidade da capital, a galeria da zona Leste e muitas outras que estão por aí no cemitério de obras inacabadas.

Algumas delas foram iniciadas há quase 15 anos.

Foto: Divulgação

E os eleitores, ó! - O prefeito Mão Santa visitou no final de semana o povoado Alto do Batista, na Ilha Grande de Santa Isabel, em Parnaíba.  Na igreja católica, ele ouviu como principais reclamações a falta de água encanada e a paralisação das obras da estrada iniciadas pelo Governo do Estado no último período eleitoral. A placa da obra de quase R$ 5 milhões ainda está lá, mas estrada mesmo não existe

 

 

* O deputado Wilson Brandão (Progressistas) está de volta à Secretaria de Estado da Mineração, Petróleo e Energias Renováveis.

* Ele estava afastado da pasta desde setembro de 2019, quando retornou para a Assembleia Legislativa.

* A Assembleia Legislativa realiza hoje sessão solene, às 10 horas, em homenagem ao Banco do Nordeste.

* Na ocasião, entrega o título de cidadania piauiense ao presidente da instituição, Romildo Carneiro Rolim, honraria proposta pelo deputado Henrique Pires (MDB).

 

 

O recuo do progressista 

Do seu Malaquias, sobre o anúncio do ex-deputado federal Mainha, atual secretário do Piauí em Brasília, de que está trocando o Progressistas pelo PL, a fim de continuar firme e forte na base do governador Wellington Dias;

- O Mainha é o progressista que deu para trás!