Cidadeverde.com

Lava Jato chega aos Estados na próxima fase

Novos casos de corrupção em vários estados do país devem ser revelados a partir dos acordos de delação premiada da Odebrecht. É o que antecipa o coordenador da força-tarefa da Operação Lava Jato, Deltan Dallagnol. Em entrevista no final de semana, ele afirmou que é natural que aconteça “um desdobramento da Lava Jato com ‘filhotes’ da operação por todo o país”.

O procurador federal explicou que decisões do Supremo Tribunal Federal (STF) geraram desdobramentos em São Paulo, no Rio e outras operações. “O STF, em dois precedentes, entendeu que fatos que não estejam relacionados a algo próximo à Petrobras não devem tramitar em Curitiba, mas em seus estados”, disse. “Há acordos de colaboração [premiada] que estão sendo objeto de decisão o STF”, indicou.

O procurador afirmou que a Operação está num “movimento de expansão”, com novos fatos vindo à tona, em decorrência de acordo de colaboração com indivíduos e de leniência com empresas. “Uma das áreas para qual a Lava Jato tende a se expandir é o marketing da Petrobras”, afirmou durante a entrevista concedida na semana passada.

“Outra área que estamos estudando é a das instituições financeiras. Não exatamente porque não existe um controle, mas porque várias delas violaram regras para praticar atos que acabaram favorecendo a realização de crimes graves contra a sociedade”, acrescentou.

“A investigação continua evoluindo e é possível e até provável que as outras frentes que estão se desenvolvendo revelem crimes praticados por uma série de outros partidos que até então não estavam implicados”, disse.

As declarações do procurador sobre a expansão das investigações da Lava Jato para os Estados aumentaram o estresse de muita gente que teme ser alcançada pela operação.