Cidadeverde.com

A privatização é mesmo o caminho?

Vem repercutindo amplamente a decisão da Justiça Federal determinando que a operadora TIM suspenda a comercialização de novas linhas, habilitações ou portabilidades aqui no Piauí.

A decisão é da 5ª Vara e atende em parte a pedido do Ministério Público Federal, formulado por meio de ação civil pública, ajuizada em 2011, pelo procurador da República Kelston Lages.

A ação alegava que a má qualidade do serviço prestado pela operadora era fato público e notório. E isso foi confirmado em relatório de fiscalização da Anatel que apontou diversas irregularidades, em especial, a falta de investimentos da operadora para aumentar a capacidade de atendimento aos usuários.

As irregularidades na prestação dos serviços da Tim se renovam a cada dia, conforme a denúncia do MPF, e as multas milionárias aplicadas administrativamente para que a empresa corrigisse suas falhas não surtiram qualquer efeito.

Essa decisão da justiça penalizando a Tim deixa muitos consumidores com as barbas de molho diante do avanço das privatizações. E reforça o discurso dos que são contrários à desestatização dos serviços essenciais. A Tim não é única no seu ramo que oferece serviços abaixo da crítica.

Como se sabe, em Teresina os serviços de água e esgoto estão em processo adiantado de concessão para a iniciativa privada. Os serviços de energia serão privatizados logo em seguida.

Ora, se na telefonia, um sistema operado por um oligopólio, com brutal concorrência, as empresas não dão conta do recado e deixam seus consumidores na mão, do que elas serão capazes assumindo o controle de serviços que são monopolizados, como os de água e luz, por exemplo?

 

O presidente da Assembleia Legislativa recebe visita dos comandantes das unidades militares de Teresina 

Obra da 222 vem aí!

Começam em abril as obras do trecho de 166 quilômetros da BR-222 que passa pelo Piauí. Elas serão feitas pelo Exército.

A informação é do presidente da Assembleia Legislativa, deputado Themístocles Filho, depois de receber em seu gabinete os comandantes das unidades militares sediadas em Teresina.

A obra foi autorizada pelo presidente Michel Temer.

Baixa

A inesperada saída do senador José Serra do Ministério das Relações Exteriores, por problemas de saúde, tem repercussão na corrida presidencial. Ele será um a menos na corrida ao Planalto.

No PSDB, ainda estão no páreo Geraldo Alckmin, Aécio Neves e o prefeito de São Paulo, João Dória Jr., que com seu estilo “cheguei” de governar está incomodando os velhos caciques do partido.

Sucessão

Serra foi o sétimo ministro a deixar o gabinete Temer. Em quase todas as chances que o destino lhe deu para trocar seus auxiliares, o presidente sempre escolhe os piores na sucessão.

Ou seja, ao invés de buscar nomes acima de qualquer suspeita, nomeia outros que agravam as suspeitas.

Não foi assim

O secretário municipal de Comunicação, Fernando Said, negou que uma viatura da Strans (número 23) tenha sido rebocada pelo Detran por documentação irregular, como mostrado em vídeo e foto que circularam nas redes sociais.

Ele foi informado pela Strans que o fato se deu há um mês, mas por motivo diferente.

A viatura da Strans foi rebocada por problemas mecânicos, não por documentação irregular, informa PMT.

No prego

A viatura da Strans, conforme o secretário, estava com defeito mecânico   (mangueiras de combustível ressecadas e vazando). Não podia funcionar. Foi levada assim para oficina, na Avenida Homero Castelo Branco, na mesma prancha que conduzia motos apreendias pela fiscalização por alguma irregularidade.

O diretor de Trânsito da Strans, coronel Jaime Oliveira, garantiu que todas as viaturas e motos do órgão funcionam devidamente licenciadas.

* A bruxa anda solta para o lado dos senadores. José Serra (PSDB) teve que deixar o Ministério das Relações Exteriores por motivo de saúde.

* Ontem, o presidente do Senado, Eunício Oliveira (PMDB-CE), foi operado às pressas para retirada da vesícula.

* O deputado Evaldo Gomes (PTC) é o nome de consenso da Assembleia para a presidência da Comissão de Constituição e Justiça.

* O ex-campeão de Fórmula-1 Nélson Piquet passou a semana no litoral piauiense. Ficou hospedado na praia do Coqueiro, em Luís Correia.

Na liderança

O presidente da Assembleia Legislativa, deputado Themístocles Filho (PMDB), informava numa roda de colegas que ficou impressionado com um item da última pesquisa de opinião que mandou fazer. É o que mostra a senadora Regina Rousa (PT) bem avaliada para a reeleição. Ao tomar conhecimento do comentário do president, o deputado Robert Rios (PDT) cutucou:

- Será que é por isso que o Themístocles e o PMDB estão correndo para os braços do governo do Wellington e do PT?